Afinal, Vale a Pena Gerenciar o Seu Próprio Servidor Web?

O que é servidor web? Talvez essa seja uma das principais dúvidas a surgir quando o assunto é hospedagem de sites ou serviços. Afinal, hoje em dia ouvimos falar em servidores dos mais diversos tipos, o que acaba exigindo estudos mais aprofundados antes de tomar uma decisão.

A ideia neste artigo é fornecer maiores informações sobre os servidores web, se a sua empresa deve ou não optar instalar um servidor web próprio e qual o papel do Linux em toda essa história. Então, vamos começar?

O que é servidor web?

Na área de Tecnologia da Informação, um servidor nada mais é que um computador (disponível 24 horas por dia) que armazena todos os dados de um site ou aplicação online e os fornece para outros computadores (clientes) conforme as solicitações através do protocolo HTTP (Hypertext Transfer Protocol) ou FTP (File Transfer Protocol).

APRENDA A DOMINAR O LINUX

Aprenda a dominar o LINUX de uma vez por todos, pegue sua cópia

  • Ferramentas para instalar softwares adicionais
  • Shell do LINUX passo a passo, e muito mais...

Se você está certo que precisa implementar um servidor WEB no Linux, veja o artigo abaixo:

O servidor web, por sua vez, é um produto de software que recebe as solicitações em HTTP dos clientes para respondê-las em seguida. Para implementar um servidor web, as empresas têm a opção de instalar um software livre ou dedicado — voltaremos a falar sobre isso mais adiante.

Em suma, o servidor web se responsabilizam pelo armazenamento e transferência de dados entre outras máquinas, garantindo que a troca de informações seja realizada.

Imagine que, sem um servidor web, ao digitar uma URL (Uniform Resource Locator, que é o endereço do site) no seu Firefox ou Chrome, os dados seriam enviados mas não seriam recebidos, tampouco respondidos. Simplesmente, não haveria como navegar pela internet.

Leia também ...   Nginx - Conheça o Servidor Web Mais Rápido do Mercado

Como funciona um servidor web?

A comunicação entre o cliente e o servidor web funciona de forma simples. Geralmente, meio que o cliente usa para iniciar uma chamada é a URL, que, por sua vez, é subdividida em três partes. Veja o exemplo de interação entre um cliente e um site da web:

Nessa hipótese, a URL “http://www.exemplo.com/home.php” é composta pelo “http”, que indica o protocolo, pelo “www.exemplo.com”, que é o domínio, e pelo “home.php”, que é o nome da página.

É dessa forma que um servidor web interpreta um link. Um protocolo é encaminhado pelo cliente, pedindo o arquivo “home.php” do servidor “www.exemplo.com”, então o servidor verifica a procedência das informações, localiza os arquivos e executa as instruções.

Caso as informações sejam inexistentes, inacessíveis ou tenham sido digitadas incorretamente, o servidor web retornará com uma mensagem de erro, como:

  • Erro 404 (NOT FOUND) – significa que a página requisitada se encontra inexistente. Isso pode decorrer de um erro de digitação ou de eventual exclusão da página;
  • Erro 403 (FORBIDDEN) – informa a falha na requisição, geralmente pela falta de permissão para o acesso.
  • Erro 401 (UNAUTHORIZED) – são casos semelhantes ao Erro 403, porém não se trata de uma falha, mas sim de uma restrição imposta pelo próprio site. Geralmente o erro ocorre em páginas de acesso privado, nas quais dados de usuário e senha são solicitados.

Vale a pena investir em um servidor web próprio?

Considerar a contratação ou instalação de um servidor web é uma ótima iniciativa, visto que os serviços de hospedagem disponíveis no mercado possuem diversas limitações de recursos, não promovem autonomia alguma para o cliente gerenciar o seu próprio site e acabam por gerar dores de cabeça.

Leia também ...   Como usar os poderes do usuário root no Ubuntu Linux

Ter o seu próprio servidor significa adquirir total liberdade para gerenciar o site, ou seja, você passa a se responsabilizar por todas as decisões. Além disso, os recursos da máquina serão dedicados (não compartilhados), permitindo que haja maior estabilidade e desempenho — a ponto de possibilitar a hospedagem de vários sites.

Entretanto, existe o outro lado da moeda. Se você tiver alguma familiaridade com a tecnologia e dispõe de conhecimentos técnicos em sistemas operacionais e servidores, a tarefa pode ser mais simples do que para quem é leigo no assunto.

Contudo, caso a falta de conhecimento técnico seja a sua preocupação, opte — ao menos enquanto não se especializar — pela contratação de um servidor ao invés de criá-lo por conta própria. Assim, além de contar com um serviço pronto para ser usado, também contará com o suporte técnico.

No mais, vale lembrar que todas as suas necessidades podem ser sanadas por um servidor VPS Linux — recomendamos a leitura deste artigo antes de tomar a sua decisão.

O que fazer para criar o seu próprio servidor web?

A implantação de um servidor deve começar pela escolha do sistema operacional. Nesse caso, os servidores Linux sempre serão excelentes alternativas devido a vários fatores, como:

  1. Segurança: a comunidade de desenvolvedores do Linux é bastante extensa, além das permissões geralmente serem restritas ao usuário root e o administrador;
  2. Estabilidade: o seu site ou serviço não poderá ficar indisponível e nem sofrer com falhas desastrosas. um servidor Linux não precisará ser reiniciado nem mesmo se uma atualização crítica for executada;
  3. Open source: devido ao código fonte livre, um sistema Linux pode ser customizado de acordo com as suas necessidades. Esse recurso, inclusive, deu origem às inúmeras distribuições Linux disponíveis com foco nas mais diversas funcionalidades;
  4. Baixo custo: como existem diversas distribuições (gratuitas e pagas) do Linux no mercado, a empresa passa a ter muito mais opções de custos para analisar. Em comparação ao Windows Server o Linux é extremamente mais viável.
Leia também ...   PDF Mod - Aplicação simples para modificar documentos PDF no Ubuntu

Fora todos esses fatores, administrar um servidor exige certa familiaridade com as famosas linhas de comando em formato de texto — executadas no Shell. O Shell do Linux é extremamente funcional e possível de dominar com conhecimentos básicos sobre o sistema.

Ao se deparar com essas informações você acha que está desatualizado(a) ou ainda não possui uma formação Linux? Então faz o seguinte, acesse esse link aqui para participar do Profissionais Linux.

Que servidores utilizar?

Para implantar um servidor de altíssimo desempenho com o Linux, é extremamente recomendada a escolha pelo NGINX junto do compilador HHMV (HipHop Virtual Machine).

Outra opção de servidor web muito utilizado por administradores é o Apache, sendo o mais utilizado no mundo. O Apache é robusto, seguro, gratuito e estável, assim como os próprios sistemas Linux!

Agora que você já sabe o que é servidor web, que tal aprender, de forma prática e didática, como instalar um servidor web Ubuntu? Não tenha dúvidas de que será uma experiência bastante enriquecedora para você começar a se aprofundar no assunto!

Sobre pedrodelfino

Trabalha a mais de 14 anos com administração de sistemas LINUX, dedicado em ensinar novos profissionais a atuar com servidores. Saiba mais aqui. "Caso queira participar de uma aula online comigo utilize o formulário Acima"

Aula Online: Aprenda a Dominar o Linux De Uma Vez Por Todas

x

Aprenda a Dominar o Linux De Uma Vez Por Todas

Você vai aprender passo a passo como dominar o LINUX de uma vez por todas e descobrir os 4 pilares para ser um Profissional EXPERT.