LINUX, TI E MUITO MAIS!
Cadastre-se agora e receba gratuitamente o ebook do Curso Linux Ubuntu, dicas imperdíveis para ter sucesso com Linux
Insira seu email no campo ao lado para receber AGORA o Ebook!

Red Hat: O que Todo Administrador de Sistemas Linux deve Saber

Dentre as distribuições Linux voltadas para o ambiente corporativo, uma das que possui mais destaque entre especialistas é a Red Hat.

Conhecida pelo seu alto nível de segurança, uma performance robusta e baixo índice de erros, essa distribuição popularizou-se ao longo dos últimos anos e serviu de base para o famoso Fedora.

Se você deseja saber mais sobre a Red Hat e conhecer a sua importância para o mundo da tecnologia, continue a leitura deste post!

red hat o que todo administrador de rede em linux deve saber

APRENDA A DOMINAR O LINUX

Aprenda a dominar o LINUX de uma vez por todos, pegue sua cópia

  • Ferramentas para instalar softwares adicionais
  • Shell do LINUX passo a passo, e muito mais...

A origem da Red Hat

A Red Hat é uma distribuição Linux criada em 1995 e mantida, até 2004, por uma empresa homônima. Suas primeiras versões eram chamadas de Red Hat Commercial Linux e, desde então, ela tem se destacado como a fonte de outras distribuições famosas, como o Mandriva e o Fedora. Uma das suas inovações foi a utilização do gerenciador de pacotes RPM.

Na versão 3.0.3, a Red Hat também se destacou por ser a primeira distribuição a suportar arquivos no padrão EFL (Executable and Link Format, ou Formato Executável e de Ligação). Além disso, com o auxílio do assistente gráfico de instalação Anaconda, o uso por pessoas não familiarizadas com o Linux se tornou mais simples.

Desde a descontinuação da Red Hat Commercial Linux, em 2004, a Red Hat se dividiu entre uma série de distribuições voltadas para o ambiente doméstico e corporativo. Além da Red Hat Enterprise Linux, uma das mais conhecidas é o Fedora, que é mantido pelo projeto de mesmo nome e patrocinado pela Red Hat.

Com suporte para processadores x86, x86-64, Itanium, PowePC e IBM System z, o RHEL (Red Hat Enterprise Linux), a Red Hat é a versão ideal para gestores que buscam ambientes de trabalho mais produtivos e com performance elevada.

Leia também ...   27 ferramentas para hackers que podem ser usadas no Kali Linux (PARTE 1)

Mesmo possuindo limitações para a sua distribuição, o código-fonte é liberado gratuitamente para usuários. Assim, versões de terceiros podem ser criadas, mantidas e distribuídas, desde que os desenvolvedores aceitem remover todo o conteúdo protegido por direitos autorais e produtos de companhias parceiras. Atualmente, é possível adquirir a RHEL nas seguintes versões:

  • Red Hat Enterprise Linux Atomic Host;
  • Red Hat Enterprise Linux Server for High-Performance Computing (HPC);
  • Red Hat Enterprise Linux for Power;
  • Red Hat Enterprise Linux for IBM z Systems;
  • Red Hat Enterprise Linux for Real Time;
  • Red Hat Enterprise Linux for SAP Applications;
  • Red Hat Enterprise Linux for SAP HANA.

Cada uma delas pode ser adaptada para um ambiente e um objetivo. Em comum, elas contam com um padrão de segurança militar, alta flexibilidade e controle sobre recursos. Assim, gestores de TI conseguem otimizar seus sistemas e manter plataformas com performance elevada.

A Red Hat Enterprise Linux é hoje uma das principais distribuições Linux do mercado corporativo. Com o poder da comunidade, o sistema ganhou espaço em ambientes de virtualização, computação na nuvem e aplicações de alto desempenho. O sucesso é tanto que, entre as empresas listadas na Fortune 500, 90% confiam na Red Hat. Ao mesmo tempo, a Red Hat consta na lista das 25 companhias mais inovadoras do mundo, segundo a revista Forbes.

A importância da certificação RHCSA para administradores de sistemas

A Red Hat Certified System Administrator (RHCSA) é a certificação oficial para profissionais de TI que atuam com o RHEL. Ela é obtida por meio do exame Red Hat Certified System Administrator (RHCSA) (EX200). Quem possui esse documento é capaz de provar plenas capacidades para:

  • utilizar e compreender as principais ferramentas de manipulação de arquivos, diretórios, documentação e ambientes de linha de comando do sistema;
  • operar sistemas e inicializar softwares em diferentes níveis de execução;
  • identificar processos importantes, iniciar e interromper máquinas virtuais e manter controle sobre serviços;
  • configurar partições locais com o uso de partições e volumes lógicos;
  • criar e configurar um sistema de arquivo, além de modificar os atributos do sistema (tais como permissões, criptografia, sistemas de arquivos de rede e listas de controle);
  • implementar, configurar e manter sistemas, passando pelos processos de instalação de software e atualização dos serviços críticos;
  • gerenciar usuários e grupos;
  • criar regras para a autenticação centralizada de diretórios;
  • efetuar um gerenciamento eficaz de todos os aspectos de segurança da rede, incluindo o setup de firewall e SELinux.
Leia também ...   Com instalar o VLC 1.1.7 no Ubuntu via PPA

Essa certificação é voltada para administradores de sistemas (com experiência em RHEL ou com outras distribuições), estudantes que tenham feito os cursos Red Hat System Administration I e II, profissionais que estão no caminho para receber a certificação Red Hat Certified Engineer (RHCE) ou que estejam com o RHCE desatualizado.

Para se preparar, a empresa recomenda os cursos Red Hat System Administration I (RH124) e Red Hat System Administration II (RH134) para administradores do Windows e o Curso RHCSA Rapid Track (RH199) para administradores de sistemas Linux ou UNIX. O exame conta com questões abrangentes, que simulam ambientes reais e uma ampla variedade de fatores envolvidos na implementação e gestão de sistemas corporativos. Vale destacar que, para obter o RHCE, é necessário ter um RHCSA.

Red Hat para todos: Fedora

O Fedora é uma das distribuições Linux mais robustas e confiáveis do mercado. Disponível em duas versões, essa distribuição pode ser implementada em diversos ambientes de trabalho. São elas:

Fedora Workstation

Com tudo o que uma pessoa precisa para trabalhar, o Fedora Workstation é fácil de ser utilizado e pode ser implementado em notebooks e desktops.

fedora workstation

Ele já vem preparado com um conjunto de ferramentas para desenvolvedores e usuários comuns tirarem o máximo de seu hardware.

Fedora Server

Voltada para servidores, o Fedora Server é uma versão conhecida pela sua estabilidade, flexibilidade e avanço tecnológico. Gestores passam a ter o máximo de controle sobre a infraestrutura e os serviços de TI.

fedora server download

Fedora Atomic

Criada para usuários de Linux Docker Kubernetes (ou apenas LDK), o Fedora Atomic é uma versão leve e rápida.

Fedora Atomic download

Mantido pelo Projeto Fedora com o patrocínio da Red Hat e o apoio de uma grande comunidade, o Fedora é totalmente gratuito.

Leia também ...   Como usar o Anti-Spam, ASSP (Anti-Spam SMTP Proxy) no Linux

Em fevereiro de 2016, o número estimado de usuários era de 1,2 milhão, incluindo o fundador do kernel Linux, Linux Torvalds.

O Fedora se destaca pelo foco constante em inovação, integrando novas tecnologias rapidamente e trabalhando ao lado de apoiadores para manter as atualizações rapidamente disponíveis para todos os spins.

Assim, com um ciclo de vida considerado curto por muitos especialistas, essa distribuição se mantém como o principal sistema para quem busca as últimas tecnologias do ambiente Linux.

Gostou do nosso post sobre a Red Hat e o Fedora? Então confira o nosso guia para otimizar a performance do seu sistema Linux!

Sobre pedrodelfino

Trabalha com tecnologia da informação, usando Linux a mais de 13 anos. Autor do Ebook Curso Linux Ubuntu.

Aula Online: Aprenda a Dominar o Linux De Uma Vez Por Todas

x