LINUX, TI E MUITO MAIS!
Cadastre-se agora e receba gratuitamente o ebook do Curso Linux Ubuntu, dicas imperdíveis para ter sucesso com Linux
Insira seu email no campo ao lado para receber AGORA o Ebook!

TOP 5 – Perguntas respondidas sobre UBUNTU LINUX (#4 é uma das perguntas que mais recebo)

Dados recentes apontam que o número de usuários do Sistema Operacional Linux gira em torno de 84 milhões em todo o mundo. E quando, se leva em consideração apenas os usuários do Linux Ubuntu, esses números chegam à casa dos 25 milhões de indivíduos, espalhados por todo o planeta!

De fato, são números expressivos e que traduzem a formação de um novo tipo de usuário, cuja principal característica é a de buscar, cada vez mais, os sistemas de código aberto — como é o caso do Linux Ubuntu, que conquistou, recentemente, o status de ser o sistema operacional que mais cresce em adeptos no mundo.

perguntas-sobre-ubuntu-linux

Segundo seus usuários, são vários os motivos que levam à preferência por esse sistema, como o fato de ele ser um software de código aberto e ser considerado o mais seguro, já que é menos utilizado que o Windows, por exemplo.

APRENDA A DOMINAR O LINUX

Aprenda a dominar o LINUX de uma vez por todos, pegue sua cópia

  • Ferramentas para instalar softwares adicionais
  • Shell do LINUX passo a passo, e muito mais...

Para completar, esse sistema — exatamente por ser de código aberto e, portanto, gratuito — permite a participação de milhões de desenvolvedores ao redor do mundo, com intuito de aperfeiçoá-lo ainda mais. Com isso, os usuários do Linux Ubuntu contam, também, com uma grande comunidade para suporte.

Então, se você ainda tem dúvidas quanto a esse sistema operacional, continue lendo este post e confira os 5 esclarecimentos sobre o Linux Ubuntu. Confira!

1. Os novos recursos do Linux Ubuntu

Apesar de toda a popularidade dessa tecnologia, ainda são poucos aqueles que conhecem, a fundo, toda a gama de possibilidades do Linux Ubuntu — que abrange praticamente todas as suas funcionalidades, desde recursos gráficos até a sua interação com outros tipos de sistemas operacionais, como o próprio Windows 10.

Entre essas possibilidades, estão:

Desinstalação de programas via interface

Nesse caso, a operação ocorre por meio da interface Unity, que permite a desinstalação de um determinado software de forma simples, rápida e considerada bastante segura.

Por meio da Dash do Unity, o usuário do Sistema Operacional Linux Ubuntu só terá que acessar o “menu”, clicar no programa ou aplicativo com o botão direito do mouse, e, por fim, escolher as opções “Iniciar” ou “Desinstalar”.

Multiload Indicator

Basicamente, trata-se de um recurso baseado numa tecnologia que permite ao usuário o total controle sobre o uso de recursos pelo computador — entre os quais estão:

  • Consumo total da rede;
  • Consumo de memória RAM;
  • Consumo do disco rígido;
  • Recursos consumidos pelos aplicativos.
Leia também ...   Sincronização de arquivos no Linux - 10 formas de usar o Rsync

Pesquisa on-line desativada por padrão

Esse recurso, específico para a versão 16.04 do Linux Ubuntu, tem por objetivo dar mais privacidade ao usuário. Isso porque, antes, sites como Amazon e Facebook — em parceria com a Canonical (a distribuidora dessa versão do Linux) — podiam oferecer os seus mais diversos produtos de acordo com as pesquisas feitas pelos usuários.

No entanto, devido a várias reclamações dos próprios usuários — e apesar da justificativa da empresa de que nenhuma informação pessoal era registrada, além dos termos da pesquisa —, a Canonical resolveu desativar essa pesquisa on-line, permitindo ao usuário decidir a utilização ou não do recurso.

2. Gerenciadores de pacotes Linux Ubuntu

Os gerenciadores de pacotes do Sistema Operacional Linux Ubuntu são recursos cuja tecnologia facilita a instalação ou remoção de pacotes de softwares ou de aplicativos no sistema. Alguns deles são:

APT

Esse é o mais tradicional desses gerenciadores, também considerado o mais eficiente para a desinstalação, atualização ou instalação de pacotes de drivers. Apesar de ser o mais “antigo”, ainda é considerado simples, prático e de fácil manuseio.

Ypp

Essa tecnologia permite atualizar, melhorar e ampliar as possibilidades dos pacotes de softwares do Sistema Operacional Linux Ubuntu. Também, oferece a função “atalho” para a execução de certos comandos, a criação de saídas para certas dependências do sistema, além de várias outras funções.

Snap

Já o Snap promete ser a forma mais ágil, simples e versátil de instalar pacotes de aplicativos no sistema — principalmente pelo fato de ser um dos mais recentes gerenciadores de pacotes do Linux Ubuntu. Totalmente projetado para a versão 16.04, ele é, atualmente, o mais recomendado pelos desenvolvedores desse software.

Eu já valei sobre gerenciamento de pacotes nos artigos abaixo:

3. Como instalar o Google Earth no Linux Ubuntu

Com mais de 4 milhões de downloads na sua versão mais recente, e com uma cobertura de mais de 3000 cidades em quase 40 países, o Google Earth se configura como um dos aplicativos mais populares da atualidade.

Leia também ...   Como permitir que um usuário execute um comando determinado com poderes do root

Com uma nova versão em tecnologia 3D, o software oferece ao usuário um incrível realismo por meio de detalhes topográficos e fotográficos, que vão muito além da sua versão anterior.

Para baixar o aplicativo, o usuário deverá, primeiramente, certificar-se da quantidade de bits do seu sistema (32 ou 64). Após isso, deve abrir o terminal (pressionando as teclas CTRL+ALT+T), executar o comando “uname -m”, fazer o download do arquivo DEB, e, por fim, instalar o programa usando o comando específico.

Lembrando apenas que o procedimento para a instalação do aplicativo Google Earth no Sistema Operacional Linux Ubuntu 64 bits difere em alguns detalhes, sendo, portanto, indispensável essa verificação prévia do sistema.

4. Como compartilhar arquivos entre o Ubuntu 16.04 e Windows 10

Apesar de não ser algo tão simples, é, sim, possível que haja o compartilhamento de arquivos entre softwares com tecnologias tão diferentes.

Contudo, o que os desenvolvedores recomendam é que o procedimento seja executado dentro de determinados padrões, para que sejam diminuídos os riscos dessa operação e as possibilidades de comprometimento da segurança do sistema, como um todo, sejam minimizadas.

Então, o primeiro passo é verificar se as permissões e usuários estão devidamente configurados, para que se possa proceder à instalação, por exemplo, do Servidor Samba.

Aliás, esse servidor é um conjunto de softwares de código aberto que permite a intercomunicação entre o Sistema Operacional Linux Ubuntu — no caso, o Windows 10 — e o compartilhamento de arquivos e recursos entre ambos os sistemas.

Vamos lá, compartilhar arquivos do UBUNTU com o Windows.

Vá em Central de Programas Ubuntu. Em seguida, procure e instale o ‘Samba’.

Pelo terminal:

# sudo apt-get install samba

Depois de instalar, vá em Sistema -> Administração -> Samba.

Selecione ‘Preferências -> Configurações do servidor’.

Em seguida, digite o nome do grupo de trabalho para corresponder ao seu grupo de trabalho do Windows e clique em OK.

Depois disso, selecione “Preferências -> Usuários do Samba”.

Clique em Adicionar Usuário, selecione a conta do usuário na lista suspensa e adicione o nome de usuário e senha do Samba (a senha pode ser a senha do Ubuntu, você que sabe…).

Quando estiver pronto, vá em ‘Arquivo> Adicionar Compartilhar’ o diretório (pasta) que você deseja compartilhar e clique em “Navegar…” . Também digite o “nome de compartilhamento”, selecione “Permitir escrita e Visível”.

5. Como saber se o Linux é de 32 ou 64 bits

Como já vimos, para que um usuário possa desfrutar de um software com toda a segurança, e se aproveitando de toda a tecnologia que ele oferece, ele deverá saber, entre outras coisas, a quantidade de bits que o seu sistema operacional possui.

Leia também ...   4 Passos Simples para Criar um Servidor Web Poderoso com LINUX Utilizando NGINX e HHVM

Tal informação pode ser obtida facilmente abrindo o terminal do sistema ou utilizando a interface do computador — clicando em “configurações do sistema” e, depois, em “informações do sistema” — para que, imediatamente, essa informação seja exibida na tela do computador.

No terminal digite no comando:

# sudo  uname -a

Esse comando vai te mostrar a versão do kernel que está rodando, em resumo para uma resposta como: “Debian 3.11.8-1 (2015-11-13) i686 GNU/Linux” significa que o seu kernel é 32bits, uma saída para esse comando com “Debian 3.11.8-1 (2015-11-13) x86_64 GNU/Linux” é porque seu LINUX está rodando em 64 bits.

Kernel 32 bits são:

  • i386
  • i486
  • i586
  • i686

E para 64 bits:

  • x86_64

Dentre as principais vantagens de se conhecer a quantidade de bits do Sistema Operacional Linux Ubuntu, está o fato de que poderá utilizar o software de acordo com as suas necessidades; além de evitar problemas de segurança e possíveis erros de programação.

E então, gostou do post? Agora que você tirou algumas dúvidas sobre o Linux Ubuntu, que tal aprender mais sobre como dominar de vez esse poderoso sistema?

Sobre pedrodelfino

Trabalha com tecnologia da informação, usando Linux a mais de 13 anos. Autor do Ebook Curso Linux Ubuntu.

Aula Online: Aprenda a Dominar o Linux De Uma Vez Por Todas

x