LINUX, TI E MUITO MAIS!
Cadastre-se agora e receba gratuitamente o ebook do Curso Linux Ubuntu, dicas imperdíveis para ter sucesso com Linux
Insira seu email no campo ao lado para receber AGORA o Ebook!

Linux, 10 gerenciadores de arquivos que devemos conhecer

20 Flares Filament.io Made with Flare More Info'> 20 Flares ×

Diferente de outros sistemas operacionais, no Linux temos muitas opções de gerenciadores de arquivos.

Cada usuário tem sua preferencia, assim como é o caso dos editores de texto, amantes do vim por sua vez odeiam o emacs, com gerenciadores de arquivos também é assim.

Em ambiente KDE ou Gnome os usuários acabam utilizando o padrão, porem aqui esta uma lista de 10 gerenciadores de arquivos que podem ajudar nosso trabalho no ambiente gráfico, e servir como opção.

1 – linha de comando

01-gerenciador-de-arquivos-linha-de-comando

Embora a linha de comando não seja considerada apenas um gerenciador de arquivos, não podemos deixar o famoso console fora desta lista. Com essa ferramenta, trabalhando em servidores remoto via ssh, muitas pessoas podem estar pesando agora:

“A linha de comando não é a melhor opção para gerenciamento de arquivos”

Mas eu posso garantir, eu não fico um dia sem usar um dos comando abaixo:

cd
mkdir
rm
ls
locate
find
cp
mv

É realmente o básico para se trabalhar com arquivos na linha de comando, se voce pretende gerenciar servidores Linux, tem que correr e aprender estes comandos.

2 – Dolphin

02 gerenciador de arquivos dolphin

Dolphin é o gerenciador de arquivos padrão do KDE, é o substituto do Konqueror com a chegada do KDE 4. Dolphin é um completo gerenciador de arquivos e inclui as características padrão. Você encontrará recursos para trabalhar em rede, desfazer, etc. A troca do Konqueror pelo Dolphin no KDE 4, foi motivada pelos recursos do Dolphin estarem mais focados em gerenciamos de arquivos, e não em navegação web, visualização de arquivos, ou seja o Dolphin é um gerenciador de arquivos desde que nasceu.

3 – Gnome Commander

03-gerenciador-de-arquivos-gnome-commander_window

Gnome Commander é a versão GTK do venerável gerenciador de arquivos Midnight Commander. Gnome Commander é um gerenciador de arquivos que oferece todas as funcionalidades do Midnight Commander com a conveniência adicional de uma interface gráfica. Junto com a interface gráfica, vem a facilidade de trabalhar em rede. Com o Gnome Commander, você pode se conectar a um servidor remoto com o Samba, FTP, compartilhamentos windows , WebDAV, Secure WebDAV, e SSH. Gnome Commander também oferece atalhos de teclado, renomear em lote, documentação de ajuda, arrastar e soltar, sincronização de diretórios. Se você é um fã de Midnight Commander, mas quer algo um pouco menos pesado, o Gnome Commander é o que você precisa.

4 – Konqueror

04-gerenciador-de-arquivos-konqueror-icon

Mesmo que o KDE tenha ido em uma direção diferente, e adotando o Dolphin, você ainda pode usar o Konqueror como gerenciador de arquivos padrão do KDE. O Konqueror possui todos os aspectos do gerenciamento de arquivos, utiliza plugins para incluir vários tipos de protocolos, como ZIP, TAR, SMB, ed2k, HTTP e FTP. Com o Konqueror, você pode navegar de áudio / vídeo Cds. O Konqueror pode atuar como seu gerenciador de arquivos local ou como um gerenciador de arquivos remotos. Possui um visualizador universal, que permite visualizar “quase” qualquer tipo de arquivo a partir de uma janela. No KDE 4 o Dolphin é o gerenciador de arquivos padrão e Konqueror é o navegador da Web padrão. Isso não significa que você está preso a esse comportamento. Você pode usar o Konqueror como gerenciador de arquivos e usar um outro navegador, por exemplo o Firefox,.

5 – Krusader

05-gerenciador-de-arquivos-krusader

Krusader é um outro gerenciador de arquivos do KDE. Vai ser facíl pra voce se estiver familiarizado com o Midnight Commander ou Gnome Commander. Krusader tem uma curva de aprendizagem muito superficial. Krusader oferece uma área de entrada para adicionar linha de comando na parte inferior da janela. Krusader coloca o foco sobre o teclado para que você possa trabalhar de forma eficiente, sem ter que usar o mouse. Krusader oferece sincronização remota, pesquisa avançada, painel popup, histórico de pastas, painel de vários tipos, teclas de atalho, e muito mais

.

6 – Midnight Commander

Midnight Commander foi o primeiro gerenciador de arquivos para o sistema operacional Linux, e é um clone do Norton DOS. Executado dentro de uma janela de terminal o Midnight Commander inclui suporte nativo para arquivos, rpm e deb, capacidade de se conectar a um servidor remoto, tem embutido editor e muito mais. Quando você precisa de um gerenciador de arquivos em um servidor, sem interface gráfica, vale a pena o tempo e esforço para aprender Midnight Commander, já que ele não é a opção mais fácil de se usar.

7 – Nautilus

07-gerenciador-de-arquivos-nautilus

Nautilus é o gerenciador de arquivos padrão para o desktop GNOME. É um dos mais completos de todos os gerenciadores de arquivos gráficos. Não só inclui as características padrão encontrada nos mais modernos gerenciadores assim como tem excelente GUI, ele oferece a possibilidade instalaçao de extensões e scripts. Você pode pesquisar com o utilitário Adicionar / Remover Software (use a seqüência de pesquisa “Nautilus”) no seu Ubuntu por exemplo.

Algumas destas extensões incluem:

  • Ações Nautilus: Adicione o sua própria entradas no menu usando
    uma janela de configuração simples.
  • Naultilus SVN: Adicione a funcionalidade de subversion ao seu
    gerenciador de arquivos
  •     

  • CD Nautilus: Adicione suporte a gravação de CD para o Nautilus
  •     

  • Nautilus Dropbox: Adicione suporte a Dropbox ao Nautilus

A turma que utiliza o Ubuntu Linux, esta muito bem representado no que diz respeito a gerenciador de arquivos, o Nautilus é uma ótima opção.

8 – PCMan

08-gerenciador-de-arquivos-pcman

PCMan é um dos mais rápidos e mais leve dos gerenciadores de arquivos. Possui janelas com guias, você pode abrir várias abas e até mesmo mover arquivos entre eles. Você também pode abrir um terminal. PCMan oferece pesquisa de arquivo, arrastar e soltar, fichas de apoio, uma interface fácil de usar (GTK 2) e muito mais

9 – Thunar

09-gerenciador-de-arquivos-thunar

Thunar é o gerenciador de arquivos padrão para o 4 Xfce desktop que também acompanha as últimas versões do Enlightenment (E17). É incrivelmente leve, rápido e confiável. Thunar foi criado com a idéia de extensibilidade, foi construído com o framework thunarx. Isso permite que você adicione recursos com propriedades avançadas, arquivos, mídia tags, renomear, miniaturas, e ações personalizáveis. Você também pode criar ações personalizadas no Thunar, que permite que você crie novas entradas de menu.

10 – Xfe

10-gerenciador-de-arquivos-xfe

Xfe é um simples e leve gerenciador de arquivos semelhante ao MS-Explorer. Qualquer pessoa que aprecia utilizar sistemas mais antigos, ou usar um desktop com recursos mínimos ira gostar do Xfe, oferece editor de texto, visualizador de imagens, arrastar e soltar entre Xfe e desktop, menus pode ser personalizados, marcadores, até 18 línguas, e muito mais. Xfe requer apenas biblioteca da Fox, para que ele possa rodar em qualquer desktop Linux.

Esta listagem tem como base o artigo da techrepublic, se você não tem problemas em ler em inglês, veja o artigo original.

Em fim, a opção padrão do Ubuntu, o Nautilus, é o gerenciador de arquivos que eu mais gosto, e com mais recursos. Assim como a opção do KDE 4, o gerenciador de arquivos Dolphin. O Thunar também é outra ótima opção, com interface muito parecida com o Nautilus ele é bem mais leve.

Agora é só fazer um teste rápido, em cada opção, lembrando que a linha de comando nunca poderá ser dispensada, eu já falei sober isso no post, no Linux – Modo bom, é o modo texto. Qualquer coisa, sempre estou em @pedrodelfino

20 Flares Twitter 17 Facebook 0 Google+ 3 Filament.io Made with Flare More Info'> 20 Flares ×
Sobre pedrodelfino

Trabalha com tecnologia da informação, usando Linux a mais de 13 anos. Autor do Ebook Curso Linux Ubuntu.

Comentários

  1. Rafael Oliveira diz:

    Acho legal citar o Worker.

  2. opa ! ta legal hein, mas faltou o rox-filer, eh das antigas e muito rapido e bem pratico tambem !!

  3. Muito bacana a lista..
    aproveito pra perguntar se alguém conhece algum gerenciador de arquivos em que eu possa adicionar Anotações, Tags e avaliações a documentos..

    Por exemplo, ter uma pasta de artigos aonde poderia inserir algumas tags como “faculdade”, “linux”, etc..e também avaliá-los com pontuação de x a y..

    Alguém conhece algo do gênero?

  4. Valeu galera, então vamos adicionar a nossa lista:

    * Worker
    * rox-filer

    Valeu pela dica !

  5. Valeu, você é “O CARA”!
    MUITO OBRIGADO PELA POSTAGEM!

Trackbacks

  1. Linux, 10 gerenciadores de arquivos que devemos conhecer | E-tinet…

    Diferente de outros sistemas operacionais, no Linux temos muitas opções de gerenciadores de arquivos.Cada usuário tem sua preferencia, assim como é o caso dos editores de texto, amantes do vim por sua vez odeiam o emacs…

Deixe o seu comentário

*