Como escolher o melhor tipo de Linux para você?

Se você ainda está procurando um tipo de Linux que vai se adequar melhor ao seu trabalho, fique atendo na classificação que criamos aqui.

Uma das peculiaridades do Linux é justamente a vasta gama de distros pelas quais pode optar o usuário. Em meio à tamanha quantidade de versões, é comum entrar em dúvidas quanto à escolha da distribuição mais adequada às necessidades.

tipo de linux como escolher

Mas em qual tipo de aplicação o LINUX poderá ser utilizado?

APRENDA A DOMINAR O LINUX

Aprenda a dominar o LINUX de uma vez por todos, pegue sua cópia

  • Ferramentas para instalar softwares adicionais
  • Shell do LINUX passo a passo, e muito mais...

Visando ajuda-lo a encontrar o sistema operacional que atenda suas expectativas, elencamos abaixo uma série de distribuições separadas por categorias. Vamos a elas?

Qual tipo de Linux poderá ser utilizado em servidores?

1. CentOS

Criar um ambiente computacional dentro da empresa dispensando a necessidade de adquirir licenças, certificações ou suporte especializado, é uma missão que poucos sistemas operacionais são capazes de cumprir.

CentOS é um um tipo de LINUX que é muito utilizado em servidores.

Podemos classificar o CentOS como um dos tipos de Linux que auxiliam na administração de redes corporativas, tanto que o projeto deriva do código fonte da distro Red Hat Enterprise e é mantido de modo independente por empresas e voluntários.

2.Debian

Debian é uma das melhores distribuições Linux disponíveis hoje. Porque Debian foi lançada em 1993 e teve a sua primeira versão estável em 1996, é extremamente seguro.

Ele é perfeito para um servidor Linux. Se você está procurando um tipo de LINUX com grande facilidade de instalar novos pacotes, o Debian é o mais indicado.

Debian possui muita compatibilidade de serviços, segurança e estabilidade. Se você está procurando um servidor básico, como um e-mail, web, jogo, ou servidor de arquivos, o Debian é muito simples de configurar.

3. Clear OS

Voltado completamente para servidores e sistemas de redes, o Clear OS é aquele tipo de Linux que facilita a vida do usuário ao fornecer várias aplicações úteis para administrar redes, como:

  • ferramentas para gerenciar a largura de banda larga;
  • detecção de intrusão e ataques de vírus;
  • firewall;
  • servidor de e-mail etc.
Leia também ...   Nginx - Conheça o Servidor Web Mais Rápido do Mercado

Outra vantagem do Clear OS — a qual não poderia faltar — é a frequência de atualizações, disponibilizadas ao usuário gratuitamente.

Veja também o artigo com uma lista detalhada de 10 distribuições do LINUX para rodar em servidores.

Existe algum tipo de Linux para  quem trabalha com Segurança?

1. Kali Linux

Kali Linux é uma das mais específicas distros que podemos encontrar. Isso porque este tipo de Linux é voltado para especialistas em Segurança da Informação, sobretudo, profissionais que exercem a função de ethical hacking (hacker ético).

Com o Kali Linux você pode realizar, a testes de penetração, análise de vulnerabilidades, farejamento de rede, engenharia reversa, entre muitas outras atividades relacionadas à segurança com alta precisão nos detalhes.

Veja também artigo: 30 FERRAMENTAS PARA HACKERS QUE PODEM SER USADAS NO KALI LINUX (PARTE 2)

2. Tails

Desenvolvido a partir do Debian, o Tails é sistema executado a partir de um DVD, memória USB ou cartão SD, projetado para preservar os dados e assegurar que não haverá nenhum rastro de navegação.

Todos os programas incluídos na distro (navegador, chat, e-mail etc.) vêm pré-configurados com foco na segurança, sendo assim, o seu uso é recomendado para se preservar, ao máximo, a privacidade do usuário.

3. Arch Linux

O Arch Linux foi desenvolvido com base nos chamados “princípios KISS (Keep it Simple Stupid)” e com objetivo de otimizar o consumo de energia e recursos em servidores.

Caso você não seja um expert ou nunca tenha mexido no Arch Linux, existe uma Wiki na qual os usuários podem consultar diversas informações e manuais de configuração.

Vale salientar que o Arch Linux é uma ótima distro para quem deseja instalar um servidor numa máquina com pouca memória RAM.

Nesse artigo:

TOP 10 – MELHORES SISTEMAS OPERACIONAIS PARA HACKING ÉTICO E TESTE DE VULNERABILIDADE, você terá mais opções de distribuições LINUX para trabalhar com Segurança.

Desktop

1. Mint

Esse sistema é um dos mais conhecidos e utilizados como desktop pelos usuários do Linux, ou seja, está entre as principais alternativas para tal propósito.

Leia também ...   MongoDB - Guia básico para instalar um banco de dados NoSQL no Linux

O Mint é uma distro que se destaca pela interface gráfica, facilidade de usar e diversidade de ferramentas próprias que a tornam robusta para a categoria.

2. Ubuntu

Decerto o Ubuntu é a distribuição mais popular do Linux (mais de 25 milhões de usuários), considerada uma das principais responsáveis para o crescimento na adoção deste poderoso sistema operacional.

Algumas das características do Ubuntu que merecem destaque são: a facilidade e a estabilidade; ou seja, é um sistema operacional prático, funcional e seguro.

3. Elementary OS

Elementary OS, projeto desenvolvido com base no Ubuntu, é destinado a quem valoriza aspectos visuais e está à procura de um sistema operacional que se assemelha ao MacOS, da Apple.

Diferentemente de boa parte das distros mencionadas, o Elementary OS vem enxuto, somente com ferramentas essenciais.

A vantagem disso é que o usuário pode instalar os programas e codecs conforme desejar, tornando o sistema mais personalizado e eficiente para suas necessidades.

Multimídia

1. Ubuntu Studio

A distro Ubuntu não é famosa apenas pela versão desktop ou server, mas também é muito usada por artistas que produzem / editam conteúdos de áudio, vídeo e imagens (designers).

Ao mesmo tempo em que oferece estabilidade e facilidade de uso, o Ubuntu Studio conta com um “arsenal” de apps voltados para tudo em multimídia.

2. Iro

O Iro é uma distribuição baseada no Ubuntu, sendo ela ideal para designers que trabalham com imagens, seja editando fotos e criando vetores, seja produzindo animações.

Logo, instalar o Iro é uma boa para quem produz gráficos, vídeos (vinhetas para canais do Youtube, por exemplo), criação de desenhos realistas e muito mais.

3. KXStudio

Assim como o Ubuntu Studio, o KXStudio é uma distro que oferece aplicações e ferramentas para se fazer de tudo, porém, ela foi desenvolvida com ênfase na criação de músicas.

Portanto, sendo você um produtor musical ou simplesmente trabalha criando / manipulando arquivos de áudio, o KXStudio oferece tudo que necessita.

Jogos

1. Ubuntu Gamepack

Justificando novamente a influência do Ubuntu no universo Linux, a sua distro Gamepack oferece tudo que você precisa para rodar seus games.

Além de fornecer dois sistemas para executar jogos (Steam e Lutris Gaming Platform), o Ububtu Gamepack permite que milhares de apps e jogos do Windows sejam adaptados para o seu Linux.

Leia também ...   OpenStack: Tudo Sobre A Mais Poderosa Ferramenta De Cloud Computing

2. SteamOS

É quase impossível se falar em jogos para PC sem mencionar a plataforma Steam, responsável por distribuir grande parte dos títulos de sucesso atualmente.

Logo, a distro SteamOS é a opção ideal para o gamer que deseja abrir mão do Windows, mas receia não rodar seus jogos favoritos no sistema.

Baixo consumo de hardware

1. Solus

Muitas distros são criadas a partir do código fonte de um sistema operacional já existente; o Solus, por sua vez, se diferencia por ser uma distro iniciada do zero.

As principais vantagens do Solus abrangem a interface gráfica e o desempenho; por outras palavras, a interface chama atenção pela elegância e ao mesmo tempo pelo consumo otimizado da memória RAM e processamento.

2. Knoppix

A principal característica do Knoppix, mais precisamente a sua versão que roda diretamente de uma mídia removível, é a sua extrema leveza aliada a sua vasta gama de aplicativos e ferramentas.

Resumindo, o Knoppix é um sistema que fornece diversos recursos sem que a memória seja consumida em abundância, além de ser rapidamente executado em qualquer máquina a partir do CD/DVD ou dispositivo USB.

Pronto para dominar os diferentes tipos de Linux?

Complicado afirmar que você precise dominar todas essas distros, na verdade eu sempre falo para os meus alunos do Profissionais Linux, que é necessário conhecer dois padrões, o padrão Debian e o Padrão Redhat.

Dessa forma você está apto a trabalhar com muitas distros. Mas você poderá estar se perguntando, “Será que não existe outro padrão de distro LINUX?”, a resposta é sim, como por exemplo o Slackware LINUX, que é assunto para outro post.

O importante é você perceber aqui nesse artigo, é os diversos “tipos de LINUX”, ou seja, diversos tipos de aplicações que o Linux poderá ser utilizado, falamos sobre servidores, segurança, desktop, multimídia, jogos, Linux com baixo consumo de memória e Cpu.

E você, qual o tipo de LINUX está utilizando hoje?

Sobre pedrodelfino

Trabalha a mais de 14 anos com administração de sistemas LINUX, dedicado em ensinar novos profissionais a atuar com servidores. Saiba mais aqui. "Caso queira participar de uma aula online comigo utilize o formulário Acima"