Servidor NAS: 8 Soluções Que Irão Facilitar O Processo De Implantação

Um servidor NAS (network-attached storage, ou armazenamento conectado à rede), como o próprio nome diz, é um servidor dedicado, usado no compartilhamento de arquivos guardados no disco.

Esclarecendo mais o conceito: imaginemos que o usuário queira manter uma central de armazenamento de arquivos multimídia (músicas, vídeos etc.). Como a ideia é fornecer acesso a todos que frequentam a sua casa, é possível criar um servidor NAS e fornecer credenciais restritas a cada usuário.

No ambiente de trabalho de uma pequena empresa, por exemplo, o servidor NAS é um meio apropriado para compartilhamento de dados entre a equipe. Ao blindar o servidor contra invasões (usando um firewall, por exemplo), o negócio passa a contar com uma estrutura similar à nuvem privada — mas com baixíssimo custo.

O que torna o servidor NAS ainda mais legal é a variedade de ferramentas disponíveis, as quais são usadas na adição de funcionalidades e, também, na própria criação de servidores. Quer saber mais a respeito delas? Abaixo, listei as oito mais utilizadas. Confira!

APRENDA A DOMINAR O LINUX

Aprenda a dominar o LINUX de uma vez por todos, pegue sua cópia

  • Ferramentas para instalar softwares adicionais
  • Shell do LINUX passo a passo, e muito mais...

servidor nas 8 opções de softwares

1. Servidor NAS Mais Utilizado: FreeNAS

Decerto o mais popular da lista, o FreeNAS é um servidor NAS livre e open source. O seu sucesso se deve a uma série de razões; entre elas, a alta compatibilidade com os tipos de hardware (físicos e virtuais), a rápida implementação em ambientes de pequenas empresas e, é claro, o código aberto.

A solução é relativamente nova (foi lançada em 2005) e foi mantida durante cinco anos pelo próprio criador De 2010 em diante, a iXsystem assumiu o projeto e acrescentou diversas melhorias e, atualmente, o FreeNAS pode ser usado para: armazenamento em nuvem, streaming, compartilhamento de dados, entre outras funções.

Leia também ...   OpenStack: Tudo Sobre A Mais Poderosa Ferramenta De Cloud Computing

2. Nas4free

O Nas4Free é um projeto voltado a soluções de implementação de servidor NAS completo. Isto é, criar um server com todas as funcionalidades e serviços necessários.

Entre os diferenciais da aplicação, destacam-se o suporte a vários protocolos (FTP, SCP, iSCSI, NFS, AFP etc.); a interface amigável, intuitiva e fácil de usar; e a quantidade de ferramentas complementares voltadas a monitoramento.

Ademais, assim como o FreeNAS, o Nas4Free é um software livre e open source. Portanto o usuário tem autonomia para aprimorá-lo ou integrá-lo a outros projetos que envolvam NAS.

3. Amahi

Também representando as soluções de código aberto para servidor NAS, o Amahi tem como ponto forte a incrível capacidade de implementar uma central de Media Streaming.

De acordo com os desenvolvedores, o Amahi facilita o streaming de arquivos digitais pela rede, graças aos apps que acompanham o software, como o servidor DLNA, específico para isso.

Fora isso, a aplicação fornece um recurso VPN (Virtual Private Networking), o qual permite acesso remoto ao servidor NAS de qualquer lugar e de maneira segura, fácil instalação de apps, sistema de backup etc.

4. Open Media Vault

O Open Media Vault é um software baseado no Debian, o que faz dele uma solução extremamente estável e, ao mesmo tempo, devido ao gerenciamento via interface gráfica, não requer do usuário conhecimento avançado sobre Linux.

Em termos de suporte, o Open Media Vault é compatível com os protocolos FTP, NFS, TFTP, CIFS, SMB, entre outros. Praticamente, ele oferece o necessário para garantir as funcionalidades básicas de um servidor NAS e, de quebra, pode ser incrementado por meio de plugins.

Quanto às vantagens, a aplicação se destaca pelo código aberto, pela quantidade de plugins disponíveis (e fáceis de instalar) e, também, pelo baixo consumo de recursos — o que permite o uso de máquinas antigas como NAS server.

Leia também ...   GParted - A Solução Perfeita Para Gerenciar Partições De Disco

5. Servidor NAS Para Criptografar Arquivos: CryptoNAS

O CryptoNAS é um projeto que se distingue das outras soluções elencadas no artigo, visto que ele se concentra em recursos de criptografia. Isso significa que o CryptoNAS pode criptografar o armazenamento em disco? Sim.

Acessar o site oficial: http://cryptonas.senselab.org/

Para utilizá-lo, o usuário pode gravar um live-CD do software (ou criar um pendrive bootável) e executá-lo na máquina. Há, também, a opção de instalar um pacote de servidor NAS para o Debian.

Em ambos os casos, o CryptoNAS executará a criptografia no disco existente e adicionará uma interface gráfica para acessar os arquivos. Na prática, é um meio de blindar o compartilhamento de dados contra invasores de sistemas (se você gosta do assunto, recomendo a leitura deste artigo sobre ethical hacking).

6. NASLite-2

Diferentemente da maioria dos programas da categoria, o NASLite-2 não é gratuito: a ISO é distribuída a quase 30 dólares ($34,95 se tratando da versão M2).

O sistema operacional suporta diversos protocolos, como SMB/CIFS, NFS, AFP, FTP, HTTP e RSYNC, além de oferecer alta compatibilidade em termos de hardware., podendo o NASLite-2 rodar em computadores mais antigos.

Ele se destaca, também, pelos recursos de gerenciamento e monitoramento inteligentes, o que é interessante se pensarmos em ambientes nos quais o tráfego é grande e requer mais segurança — como nas empresas.

7. Openfiler

De acordo com os desenvolvedores, o Openfiler fornece um jeito simples de implementar e gerenciar um servidor NAS. O seu uso, assim como o FreeNAS, é bastante adequado a ambientes corporativos, sobretudo pela alta compatibilidade com protocolos e recursos sofisticados de virtualização.

A interface do painel de gerenciamento do Openfiler é simples, mas não chega a ser atrativa, enquanto os requisitos de hardware são relativamente altos, considerando o que a solução se propõe a entregar.

Leia também ...   PostgreSQL: Guia de instalação e tudo para iniciar a trabalhar com esse banco de dados

8. Rockstor

Enquanto o Open Media Vault é baseado no Debian, o Rockstor é desenvolvido com base no CentOS, um dos sistemas operacionais mais utilizados em ambientes corporativo. De início, o Rockstor chama a atenção pelo uso do sistema de arquivos BTRFS (B-tree file system), da Oracle.

Outra característica peculiar no Rockstor é a implantação e distribuição de plugins a partir de contêineres do Docker. Logo, é possível instalar com facilidade plugins altamente complexos.

Contudo, embora o Rockstor conte com elementos modernos e ofereça um dashboard bastante completo, ele traz uma desvantagem em relação aos demais: é necessário pagar para obter atualizações estáveis.

Temos à disposição uma vasta gama de programas que auxiliam na criação de um servidor NAS, não é mesmo? Sem dúvidas, elas facilitam o processo e, principalmente, agregam funcionalidades incríveis ao server, como a implementação de nuvem e sistemas de criptografia.

Está em busca de se aprofundar em Linux, seja para alcançar melhor colocação no mercado, seja para iniciar a carreira em TI na melhor direção possível? Não deixe de visitar a página Profissionais Linux para acessar dicas preciosas sobre o tema.

Sobre pedrodelfino

Trabalha a mais de 14 anos com administração de sistemas LINUX, dedicado em ensinar novos profissionais a atuar com servidores. Saiba mais aqui. "Caso queira participar de uma aula online comigo utilize o formulário Acima"

Você Precisa  { DOMINAR } O Sistema LINUX?