Ubuntu Server: O que Essa Versão do Ubuntu Linux Tem a Oferecer?

O Ubuntu Server é um sistema operacional open source específico para servidores que integra a gama de distribuições do Ubuntu desenvolvida pela Canonical, como Ubuntu Desktop, Ubuntu Cloud e Ubuntu Core. De acordo com pesquisa realizada pela W3Techs (ref. agosto de 2018), 14,2% dos websites no mundo utilizam o Ubuntu.

A popularidade do Ubuntu Server em data centers tem explicação, a começar pela qualidade do sistema operacional em si.

A interface amigável, estabilidade e segurança representam suas maiores vantagens, e pelo fato de que muitos dos usuários do Linux conheceram o sistema por meio da distro para desktop.

ubuntu server

APRENDA A DOMINAR O LINUX

Aprenda a dominar o LINUX de uma vez por todos, pegue sua cópia

  • Ferramentas para instalar softwares adicionais
  • Shell do LINUX passo a passo, e muito mais...

Mas qual é a vantagem de instalar o Ubuntu Server em vez de outros sistemas bem consolidados, como CentOS e Debian? Qual o diferencial dessa versão em comparação ao Ubuntu Desktop? Neste artigo, explicarei essas e outras questões. Confira!

Quais as diferenças entre Ubuntu Server e Ubuntu Desktop?

A história do Ubuntu Server está completamente atrelada ao lançamento da distro no mercado. Isso porque, naquela época, o Ubuntu em si já era capaz de fazer a função de servidor; porém, a percepção do público inclinou-se à ideia de que o Ubuntu era um sistema a ser usado como desktop.

Logo, não é um equívoco a afirmação de que o Ubuntu Server, como projeto, envolve mais aspectos de marketing do que técnicos. Segundo os autores Kyle Rankin e Benjamin M. Hill, na coautoria “The Official Ubuntu Server Book”, a primeira versão do Ubuntu Server nada mais era que a instalação “Custom” do antigo Ubuntu renomeada “Server”.

Ao longo do tempo, contudo, o Ubuntu Server adquiriu seus recursos próprios e peculiaridades que o levaram a atender, efetivamente, às necessidades de quem trabalha com servidores, sobretudo em relação à interface gráfica (Graphic User Interface – GUI).

Principais diferenças entre as versões Server e Desktop

Diferentemente do Desktop, o ambiente gráfico (controlado por mouse, teclado e monitor) não está presente no Server — a interface pode ser adicionada, vale destacar —, pois a comunicação com servidores, por questões de segurança, costuma ser feita remotamente, usando o protocolo de rede Secure Shell (SSH).

Leia também ...   Servidor Apache - Conheça o Servidor Web Mais Utilizado no Mundo

A ausência da GUI no Ubuntu Server impacta a experiência do usuário, também, no processo de instalação. No entanto, por utilizar de menus de controle, o sistema pode ser instalado sem complicações — falarei sobre isso mais adiante.

Outra diferença significativa que o usuário encontra entre as versões é a variedade e tipos de aplicativos que acompanham o sistema, os quais atendem a demandas específicas — aliás, a diversidade de “flavours” (versões para nichos, assim podemos dizer) é um excelente benefício do Linux.

No Ubuntu Desktop, por exemplo, estão instalados programas para uso geral (browser, office, media player etc.) ou específicos para um determinado público (programas gráficos, músicos, entre outros), caso o usuário opte por outras versões para desktop.

Por sua vez, no Ubuntu Server o foco são aplicações que preencham os requisitos para construção de um servidor completo, ou seja, relacionadas a redes e Segurança da Informação.

Qual versão utilizar?

Embora estejamos falando de duas versões similares quanto kernel e suporte, as suas peculiaridades conotam diferenças significativas entre ambas: o Ubuntu Desktop é voltado a tarefas comuns do dia a dia e adequado para quem necessita de GUI, enquanto o Ubuntu Server é ideal para trabalhar com uma variedade de servidores, os quais requerem pacotes e recursos específicos.

Agora que você já sabe as diferenças entre as versões do Ubuntu, passarei a falar sobre uma característica importante do Ubuntu Server: a distribuição do sistema na versão LTS (Long Term Support). Vejamos o que isso significa em benefícios.

Qual a importância da versão LTS?

Ao se aprofundar um pouco em Linux, sobretudo quem está acostumado com o Windows e estuda migrar de SO, é natural o espanto com o versionamento dos sistemas. Se puxarmos o histórico de versões para o Ubuntu, por exemplo, nos depararemos com quase 30!

Leia também ...   Implantação de Linux em empresas - Descubra como incentivar com 6 argumentos que não podem ser ignorados

O que explica tantos lançamentos em menos de 15 anos? A Canonical, empresa que produz o Ubuntu, lança novas versões a cada semestre dentro de um período de 18 meses. Quando esse ciclo se encerra, é lançada uma versão com suporte em longo prazo (LTS), com duração de três anos para o Ubuntu.

Entretanto, o tempo de suporte para o Ubuntu Server é significativamente maior: cinco anos. Isso significa, em poucas palavras, que o seu sistema LTS receberá atualizações gratuitamente durante 50 meses, ou seja, um longo período recebendo o que há de mais sofisticado.

Quais as vantagens do Ubuntu Server em relação aos concorrentes?

O Linux é a maior referência quando o assunto é sistema para servidor. Em razão disso, o Ubuntu não é a única distribuição a fornecer versão server: o CentOS e o Debian, por exemplo, são concorrentes de peso já consolidados no mercado.

Para efeitos de comparação e resolução de dilemas, vejamos, abaixo, as vantagens (e desvantagens) do Ubuntu Server em relação a ambos.

Ubuntu Server x CentOS

Enquanto o Ubuntu Server é um sistema baseado no Debian, o CentOS se baseia no Red Hat, o que significa que o último é desenvolvido com foco na classe corporativa.

ubuntu

Como o CentOS é estritamente usado em distros da Red Hat, o sistema oferece dificuldades para usuários iniciantes — a quantidade de materiais é, também, um ponto que favorece o uso do Ubuntu por esse público.

Apesar da orientação a negócios uma empresa pode tanto optar pelo Ubuntu Server quanto o CentOS, porém, dependendo da complexidade e atribuições do servidor, o CentOS oferece mais recursos de gerenciamento, sendo o Ubuntu mais indicado a servidores simples.

Em termos de segurança, o CentOS é considerado um sistema estável e, por isso, recebe poucas atualizações. Em contrapartida, a quantidade de updates do Ubuntu Server garante um desempenho melhor das aplicações.

Ubuntu Server x Debian

Reiterando, o Ubuntu é baseado no Debian, o que significa que a maioria dos programas é compatível entre eles. O primeiro entrave, no entanto, está na implementação do sistema; o Ubuntu Server é substancialmente mais fácil de instalar do que o Debian, devido à quantidade de execuções que o usuário precisa fazer manualmente.

Leia também ...   pfSense - Principais Vantagens e Recursos dessa Poderosa Ferramenta de Firewall

Embora seja indicado para experts do ramo, o Debian, assim como o CentOS, oferece mais estabilidade em comparação ao Ubuntu Server, detalhe que nos retoma ao contrabalanço das atualizações frequentes. Além disso, os lançamentos do Debian são programados como no Ubuntu.

Destaca-se, também, a questão do uso de software. O Debian segue o princípio de utilizar somente software livre; já o Ubuntu Server aceita programas distribuídos por empresas.

Em ambos os cenários de comparação, o Ubuntu Server se mostra viável para quem busca um sistema de servidor inteligível a iniciantes e flexível quanto as possibilidades.

Como fazer o download do Ubuntu Server?

Baixar e instalar a versão 18.04 LTS (a mais recente do Ubuntu Server) é uma tarefa simples: basta acessar o link do site oficial e clicar em download — em instantes a imagem (no formato ISO) começará a ser descarregada. Frisando que há versões compatíveis com algumas arquiteturas específicas, como IBM Z e ARM.

Ubuntu Server Download

A instalação pode ser feita diretamente no disco rígido ou, caso queira testá-lo, criando uma máquina virtual — caso não saiba como fazê-la, recomendo o download deste ebook no qual ensino a utilizar o Virtualbox. O processo em si é explicado detalhadamente neste tutorial (em inglês, mas bastante acessível a leigos no idioma) do próprio Ubuntu.

Concluindo, o Ubuntu Server é uma excelente alternativa a quem procura por um sistema de servidor completo, gratuito, seguro, fácil de usar, estável e repleto de fontes (comunidade, livros e tutoriais) para tirar dúvidas ou aprofundar o conhecimento. Agora quero saber de você: está pronto para utilizar o Ubuntu Server?

Caso esteja inseguro quanto a migrar para o Linux por receio de achá-lo complicado, recomendo que baixe este ebook para aprender a dominar o Linux de uma vez por todas!

Sobre pedrodelfino

Trabalha a mais de 14 anos com administração de sistemas LINUX, dedicado em ensinar novos profissionais a atuar com servidores. Saiba mais aqui. "Caso queira participar de uma aula online comigo utilize o formulário Acima"

Aprenda a Dominar o Linux De Uma Vez Por Todas

Você vai aprender passo a passo como dominar o LINUX de uma vez por todas e descobrir os 4 pilares para ser um Profissional EXPERT.

chevron-down