Ifconfig: 6 Exemplos De Comandos Para Facilitar A Configuração De Rede No Linux

O ifconfig (interface configuration, do inglês) é um comando utilizado para configuração de endereços IP em servidores Linux. Quando nos deparamos com problemas na rede, por exemplo, é muito comum recorrermos ao comando ifconfig para fazer um diagnóstico da interface de rede e, assim, chegar à solução.

Como de praxe, sendo uma ferramenta nativa do Linux, o ifconfig oferece uma extensa variedade de funções. Por meio delas, o administrador de sistemas consegue configurar, controlar e consultar parâmetros de protocolo TCP/IP.

Logo, estamos falando de uma ferramenta indispensável para o profissional de redes. Podemos considerá-la um requisito básico para quem deseja seguir carreira na área, pois qualquer tipo de processo envolvendo configurações de IP é possível com o ifconfig.

Quer saber mais a respeito? Neste conteúdo, listei nada menos que seis exemplos práticos desse comando. Acompanhe!

ifconfig comando configurar rede no linux

1. Atribuir IP, máscara de rede e broadcast a uma interface

A atribuição de endereços de IP, máscara de rede (netmask) e broadcast, por exemplo, é um ótimo exemplo de recurso que mostra o poder do comando ifconfig. Por quê? A resposta é simples: tais elementos passam a ser inseríveis em quaisquer tipos de dispositivos conectados à rede.

1.1 O que são esses endereços?

No caso dos itens que mencionamos, o primeiro deles (IP), como você já deve saber, é o endereço do dispositivo na web. Explicando-o didaticamente, trata-se de uma sequência numérica que rotula o computador, permitindo a sua identificação quando está online.

Já a máscara de rede é utilizada para definir a quantidade de endereços IP pertencentes à rede, concedendo um IP único a cada dispositivo integrado a ela, dividindo-os em sub-redes. Se você nunca explorou o conceito e se interessa em trabalhar com servidores, considere estudar o assunto assim que puder.

Leia mais:  Monitoramento de Sistema Linux - Como fazer e 4 Ferramentas que você poderá usar

Por sua vez, o broadcast é um endereço que serve para estabelecer múltiplo acesso a todos os dispositivos inseridos no grupo, habilitando-os a receber pacotes de dados da mesma fonte.

Agora que já temos uma noção do que se tratam essas funcionalidades do protocolo TCP/IP, vejamos o exemplo de como fazer a configuração no comando ifconfig.

ifconfig eth0 172.16.25.112 netmask 255.255.255.209 broadcast 172.16.25.94

Decerto, você também constatou que o procedimento é muito simples, não é mesmo? A facilidade de uso, como veremos ao longo do artigo, está entre as principais características do ifconfig.

2. Usando o Ifconfig Para Adicionar e remover alias

Você sabia que os comandos do Linux não precisam seguir o padrão? Criando os chamados “aliases”, podemos criar uma variação de um comando, como se fosse um apelido, o que é muito útil para simplificar alguma instrução. Exemplo: criar o alias “sctl” para o comando systemctl, usado no gerenciamento de serviços.

Com o ifconfig, o método é aplicável às interfaces de rede, ou seja, um apelido é atribuído ao dispositivo. Por que isso é interessante? Pois bem, imagine que todos os números correspondentes a endereços IP tenham um nome como alternativa, facilitando a identificação das interfaces.

No exemplo a seguir, adicionei o alias eth0:x a um computador cujo IP é 172.16.25.010:

ifconfig eth0:x 172.16.25.010

Mas como saber se a atribuição foi devidamente concluída? Aproveitando a oportunidade, conheça o comando usado para visualizar informações sobre uma interface específica:

ifconfig eth0:x

Sim, basta digitar o IP ou alias correspondente à interface de rede que queira pesquisar!

3. Como Habilitar / desabilitar interface de rede com o comando ifconfig?

Tanto a habilitação quanto a desabilitação de uma interface de rede podem se fazer necessárias por diversos motivos. Logo, obviamente, estamos falando de uma tarefa bastante corriqueira em redes corporativas.

Leia mais:  Wireshark: Tudo Sobre Essa Incrível Ferramenta De Monitoramento De Trafego De Rede

Os únicos requisitos para isso são o uso das opções up e down (ou ifup e ifdown) e a identificação da interface a ser adicionada / retirada da rede. Exemplo:

ifconfig up eth0 #ativa o dispositivo

ifconfig down eth0 #desativa o dispositivo caso esteja ativo

Muito simples, não é mesmo?

4. Mudar interface para o modo promíscuo

O modo promíscuo é uma opção de configuração que modifica o acesso dos dispositivos aos pacotes de dados que trafegam pela rede.

Por exemplo, enquanto no modo normal, os pacotes transmitidos para uma determinada placa de rede, significa que eles pertencem à interface correspondente ao adaptador.

No modo promíscuo, todos os dados passam a ser acessíveis para toda a rede, o que torna o monitoramento eficiente. Aliás, esse modo é considerado, propriamente, uma técnica de segurança, monitoramento e gerenciamento de redes. Para ativá-lo digite:

ifconfig eth0 promisc

Observação: assim como nos demais exemplos, o eth0 representa uma interface conectada à rede.

5. Editar endereço MAC

Se você tem experiência mínima com administração de redes, certamente já sabe que o endereço MAC (Media Access Control) está associado à interface de hardware. Um exemplo de como ela é utilizada em nosso cotidiano é a aplicação de filtro MAC no roteador para restringir o acesso à Internet a dispositivos autorizados pelo usuário.

O formato do endereço MAC é peculiar e segue o padrão AA:BB:CC:DD:EE:FF, sendo este alfanumérico. Tendo em vista melhorar a administração, você pode editar o endereço MAC de cada dispositivo, atribuindo a eles um padrão próprio, facilitando a identificação das interfaces de comunicação.

Como fazer a modificação? Utilize o argumento hw ether conforme o exemplo a seguir:

ifconfig eth0 hw ether AA:BB:CC:DD:EE:FF

6. Exibir informações de todas as interfaces de rede

Quer saber as configurações atuais de todas as interfaces de rede? O ifconfig fornece a opção -a, a qual, rapidamente, exibe todas as informações relacionadas aos dispositivos do servidor, incluindo os que se encontram inativos. Basta digitar ifconfig -a e conferir o resultado.

Leia mais:  Terminal Linux: Tudo O que Você Precisa Saber Para Iniciar Agora Mesmo

Resumindo, dadas as possibilidades que o ifconfig traz, esse comando é um recurso fundamental para o administrador de sistemas. Toda a parte de configuração, controle e monitoramento é realizada de maneira simples e direta, bastando digitar breves argumentações.

Quer saber como adquirir ainda mais conhecimento em Linux para aprender a trabalhar em alto nível com servidores? Recomendo que confira o site Profissionais Linux para ter acesso a conteúdos avançados!

Speak Your Mind

*